Diretor de cinema e jogador de futebol serão ordenados pelo Papa Francisco

Notícias

O ex-diretor de cinema Riccardo Cendamo e o ex-jogador de futebol Samuel Piermarini seguiram o chamado de Deus à vida consagrada e, no dia 25 de abril, serão ordenados sacerdotes pelo Papa Francisco.

No Domingo do Bom Pastor, o Santo Padre presidirá na Basílica de São Pedro a ordenação sacerdotal de nove diáconos da Diocese de Roma, três dos quais nasceram na Romênia, Colômbia e Brasil.

Os nove diáconos têm entre 26 e 43 anos e entre eles destacam os testemunhos de Samuel Piermarini e Riccardo Cendamo.

Em 2010, Piermarini jogou pelo time sub-17 da federação italiana de futebol da Série D, Ostia Mare.

Segundo o jornal La Repubblica, após os testes ele teve oportunidade como segundo goleiro da equipe juvenil da Associazione Sportiva Roma, parte da liga de futebol da Série A da Itália.

Piermarini contou ao jornal que não aceitou a proposta porque sabia que naquele time estaria esquentando o banco e porque começava a sentir que poderia haver algo a mais que poderia fazer com a sua vida.

No ano seguinte, Piermarini disse à sua família que se sentia chamado ao sacerdócio e entrou no Seminário Redemptoris Mater.

“O chamado do Senhor não veio em um momento preciso”, disse ele. “Era o ano de 2011 e lembro-me que dia após dia, dentro de mim, sentia que só por esse caminho me sentiria realizado”, acrescentou.

Piermarini afirmou ao Vicariato de Roma que está ansioso para a sua ordenação sacerdotal e contou que ainda adora jogar futebol.

Enquanto estava no seminário, criou um torneio de futebol com amigos e colegas de turma. Ele também disputou a Copa Clericus, um torneio de futebol para padres e seminaristas que estudam em Roma.

Por sua vez, Riccardo Cendamo, de 40 anos, é ex-diretor de cinema e professor de direção na Accademia Togliani. Em 2013 foi convidado a exibir o curta-metragem do qual foi do-diretor “Regresso à Casa” na 11ª edição do Festival de Cinema de Ischia.

Em uma entrevista de 2013 para a revista italiana The Freak, Cendamo disse que para aqueles “que amam contar histórias, não há nada mais bonito do que compartilhar as suas com os outros”.

“O cinema é um meio muito poderoso e ver como a nossa história ganha vida, rodando na tela como imaginamos, não tem preço. Tem gosto de milagre”, ressaltou.

Antes da sua ordenação sacerdotal, Cendamo falou que, ao olhar para trás, “percebo que o chamado à vocação sacerdotal sempre existiu, esse amor tinha que amadurecer”.

Após a sua ordenação como diácono no ano passado, Cendamo foi designado para servir em um teatro juvenil em Roma. O teatro foi fundado por um padre em 1993 para proporcionar um local para que os adolescentes cresçam cultural e espiritualmente.

 

Fonte: https://www.acidigital.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *